Fui trabalhar as 19 horas como eu tinha feito anteriormente.Cheguei na acadêmia e logo fui instruido q a minha função naquele dia era apenas ajudar a treinar um cara q estava se preparando para um campionato de judô.Fui até o tal cara me apresentei e ele fez o mesmo.

O nome dele era Vitor um cara moreno claro bem bromzeado cabelos pretos q estavam escondidos por um bonè preto virado para tráz,uns braços bem malhados com uma tatoo grande no braço direito,coxas bem grossas e uma bundinha bem redonda.era um cara perfeito,porem,muito sério.

Fiquei ao lado dele aquela noite toda ajudando (e claro q apreciando).Quando ele acabou o treino era cerca das 10 da noite,fomos juntos rumo a saída da acadêmia quando ele me perguntou:

_Vai fazer o q agora brow? Eu respondi:

_Para casa dormi.

Ele deu uma risadinha e disse:

_A cara deixe de ser fraco. Combinei com uns amigos de irmos todos para um bar q fica um pouco proximo da minha casa, é q um truta meu ta de viagem marcada ai vai rolar a despedida dele lá. Vc topa?

Eu aceitei mas disse q eu teria q passar em minha casa para pegar o meu celular q naquele dia eu havia esquecido.Fomos rumo a minha casa cada um em seu carro algum tempo depois chegamos lá madei entrar e logo ele atendeu.

A minha mãe estava na sala assistindo aqueles sériados ridículos q sempre passam no sbt,assim q minha mãe percebeu q eu havia levado visitas a uma hora daquelas ela meio q estranhou,apresentei ele a minha mãe e falei a ela q eu iria a uma festa com ele (se eu dissesse q iria a uma bar aquela hora da noite ela alem de não deixar eu ir ela falaria a bessa),mesmo eu dizendo q era uma festa e tal,ela me encheu de perguntas e pediu para eu deixar o carro na garagem ,pois caso eu bebesse não iria enfiar o carro no primeiro poste q eu visse na frente (minha mãe é bem dramática).

Subi e fui para o meu quarto e deixei ele conversando com a minha mãe e minha irmã,coloquei uma bermuda preta e uma camisa vermelha e desci.quando cheguei lá ele ainda tava no maior papo com a minha mãe. Nos depedimos da minha mãe e entrei no carro dele (q diga-se de passagem estava uma zona).

        Estavamos conversando quando o meu celular toca,quando olho era o marcos eu atendi disfaçadamente dizendo:

_E ai brother beleza? Ele logo disse:

_Cara estou aqui sozinho em casa com o pau durasso em minhas mãos querendo meter na sua bundinha denovo.

fiquei meio q sem jeito e com medo do Vitor ouvir tudo aquilo.eu falei ao marcos q estava indo a um bar com um amigo da acadêmia e q naquele dia infelizmente não iria rolar.Ele terminou a conversa dizendo:

_Que pena pois eu estava loucão de vontade de te por para cavalgar bem gostoso.

Meu pau na mesma hora subiu,ouvir aquela voz bem máscula me dizendo tudo aquilo só seria melhor se fosse baixinho em meu ouvido pessoalmente.logo depois ele desligou.

Continuei a conversar com o Vitor e de vez em quando eu olhava para mala dele q estava bem marcada,uma tentação.

Ele tinha uma boquinha bem pequena e uns lábios bem desenhados,tinha os olhos em um castanho cor de mel só q meio esverdeado.E uma cara de safádo dilacerador anal q me atiçava.

Chegamos na casa dele e ele mandou eu entrar,entrei e vi q alem dele a perfeição tambem estava presente na decoração da casa.era uma casa onde predominava o branco. Ele ligou a tv e pedio para eu sentar no sofá,logo depois veio a mãe dele q é muito simpática e começou a conversar comigo como se me conhecesse a anos.

Ela me fez umas perguntas tipo se eu era lutador tambem e eu respondi q sim ,mas q eu era de outra modalidade.Não demorou muito e aparece o Vitor e logo atraz dele vinha um um pit bull q me fez tremer só em olhar,mas o cachorro estava com mais medo q eu, era todo brincalhão.Vendo a cena a mãe dele disse:

_Olha o kenon ( nome do cahorro) gostou de vc.Eu tambem gostei dele e do gostoso do seu filho ( na verdade isso eu só pensei).

Entramos em outro carro q estava na garagem, era um carro grande e bem bonito,muito confortavel,haviam varios cds ali dentro,grande parte deles internacionais fui fuçando os cds e vi q ele ouvia coisas do tipo ,my chamical romance,blink 182,timberland e até achei um cd da madonna (quem num gosta da rainha do pop neh?) Eu imaginava q no bar teriam mais uns 3 caras amigos deles comemorando,chegando lá mera iluzão.

Tinha uns 10 caras todos muito musculosos e cada um mais gostoso q o outro, assim q descemos do carro a galera fez a maior zuação alguns já estavam até bêbados.

Os caras eram todos muito gente fina e conforme o alcool foi pegando na galera os assuntos de ex-namoradas e mulher foram aumentando.

Por volta das duas horas da manhã o dono do bar nos avisou q já estava (fechando para nossa tristeza) ,quase todos estavam bebados menos eu e o vitor q só estava levemente embreagado.Fomos embora ,eu fui dirigindo o carro dele e ele foi falando o caminho ,pois eu não lembrava direito.assim q cheguei na casa dele ele abriu o portão q era automático e logo a luz do quarto da mãe dele ascende.estacionei o carro e ajudei ele a abrir a porta.

A mãe dele já estava na sala e percebeu q ele estava meio aéreo,e mandou ele ir tomar banho.sentei no sofá e falei a mãe dele q eu precisava ligar para um taxi e ela logo disse:

_Não! Fique aqui essa noite pois a essa hora fica arriscado vc sair.

Eu aceitei ficar.Enquanto conversavamos ouvimos uma busina ela foi atender,algum tempo depois ela entra na sala com um dos caras q estavam na mesa do bar bebendo.ele falou q havia perdido a chave e como ele morava só não queria arrombar a porta aquela hora da noite então resolveu ir para lá.

Esse cara q chegou chamava-se Luan.Ele era branco malhado era bem bonito e muito legal.

A mãe do vitor falou q só havia um quarto disponivel para nós dois e perguntou se nós nos encomodariamos de dividi-lo ( Mas tem q ser muito burro para se encomodar de dormi com um homem daquele ,eu pensei) ,ele logo disse q não desde q eu não roncasse.

Fui para o tal quarto q ficava no fim de um corredor gigantesco,lá tinha uma cama de solteiro e outra de casal. Como eu cheguei primeiro fui para a de casal nada mais óbvio.Sentei na cama e pensei "puts estou na casa de um cara q conheci naquele mesmo dia com outro gostoso q vai ficar no mesmo quarto q eu e terei q me segurar a noite toda para não vuar encima dele".

Uns 5 minutos depois entra no quarto Vitor e luan rindo de alguma coisa q eu nem faço idéa do que. Começamos todos a conversar e ficamos nessa por um tempo até q o vitor falou um acoisa q me me surpreendeu:

_Cara quando eu bebo eu fico com o pau durão parecendo q vai explodir.

Enquanto ele falava ele pegava no pau q realmente estava durasso.O luan logo falou:

_Larga de ser viado sua bixinha, vá com esse pauzinho pra lá. Então o vitor falou:

_Pauzinho.Vc acha isso um pauzinho?

Nessa hora ele colocou o pau para fora.

Ele realmente era bem grande mas não muito grosso,tinha um cabeção bem vermelho e estava todo depiládo.Eu fiquei sem ação,nem ri eu conseguir eu estava com tesão e isso estava escrito na minha testa.

Ele se apoximou de mim com aquele pau na mão e disse:

_Fala sério cara ,diga a verdade meu pau neh lindo?

A resposta estava na ponta da lingua,mas nem deu tempo de dizer nada quando o luan disse:

_E ae brother encara?...Vai cara de uma chupada ai no brother.

Nossa eu não sei se era verdade ou se eu estava era bêbado de ouvir aquilo.

O vitor inssistiu mas não muito logo eu peguei aquele pauzão e chupei todo,enquanto eu chupava o luan se encarregou de fexar a porta.quando ele finalmente fexou já veio em minha direção tirando a camisa.O vitor sentou em na cama de casal e eu continei chupando ele gemia bem gostoso,enquanto eu chupava o luan abaixou minha bermula e deu um tapinha na minha bunda dizendo:

_Vou me acabar nessa bundinha gostosa! e Deu uma chupada bem gostosa no meu cú.Cara o q era aqui q ele tava fazendo? Era bom demais.ele perguntou ao vitor onde tinha camisinha e logo o vitor foi buscar lá no quarto dele.enquanto isso o luan chupou meu pau e me deu um beijo na boca e enfiava o dedo no meu cú.

Continuamos nos beijando até q o vitor entrou com algumas camisinhas na mão e dizendo:

_Ei! Me convidem para festa.

O luan sentou na cama e eu abrir o ziper da bermuda jeans q ele estava usando,o pau dele era menor q o do vitor porém era bem mais grosso.Eu estava me acabando naquele pau,eu mamava com tanto tesão e desejo e parecia q eu estava provando de uma iguaria desconhecida.

O luan põs a mão e minha cabeça e a empurrou para baixo e o pau dele invadio toda a minha garganta,quase vomitei,mas continuei a chupar eu não queria perder nada daquele pau.derrepende eu sinto o pau do vitor entrando em mim bem devagar,ele segurava com uma das mão em minha cintura e com a outra ele guiava o pau rumo a mim.quando finalmente o pau dele entrou ele pôs as duas mãos em meus ombros e meteu bem forte todo aquele pau dentro de mim (confeso q doeu),mas continuei chupando.

O Vitor foi metendo cada vez mais forte e gemia um tanto quanto auto,o suor dele foi pigando em minhas costas e isso me dava um tesão louco ,eu me recusava a acreditar q eu estava transando com dois homens, sendo ambos deuses gregos,um bio-tipo perfeito. eu estava dando para o vitor e chupando o luan.

O luan pedio para trocarmos de posição.eu deitei na cama de barriga para cima e o luan logo veio metendo o pau.enquanto ele metia eu chupava o vitor ( de vez em quando eu parava para beijar o luan).No ponto alto dos sexo eu chupava o vitor com o luan metendo e dividindo comigo o pau do vitor.era um tesão ver ele me comendo e chupando vitor e me beijando.

A cama estava fazendo um som bem alto q se confundia como gemido do vitor q não era nada discréto.Finalmente sinto um jato de porra quente dentro da minha boca o luan tirou minha boca do pau do vitor e me beijou,achei isso uma tremenda loucura logo depois eu gozei e em seguida o luan.O vitor me deu um beijo bem gostoso, segurou no meu quixo e disse:

_Vc dá gostoso brother!

E deu um sorriso bem safado q nunca esquecerei.

Logo depois o luan pediu para tomar banho,pois todos nós estavamos enxarcados de suor.Ele foi na frente e deixou eu sozinho no quarto como vitor.

O vitor tem uma cara bem séria,mas só a cara,ele me contou de outras experiencias,nessa hora o bipe do meu celular toca e corro até minha bermuda q estava jogada no chão tiro o cell de um dos bolsos e leio a mensagem q era do marcos q dizia assim "ESPERO CONTINUAR TENDO CARONAS SUAS RUMO AS ESTRELAS",dei uma risadinha e desliguei o celular.Algum tempo depois o luan entra no quarto apenas de toalha,o vitor olha para mim e diz:

_Vamos! agora é nossa vez.

Por mais q a mensagem do marcos houvesse mechido comigo de alguma forma,eu não tinha forças para dizer não para aquele monumento bem esculpido centimetro a centimetro.

O banheiro ficava logo ao lado,fomos nas pontas dos pés para q ninguem nos ouvisse ,entramos no banheiro e ele logo me emprenssou na parede e tirou meu fôlego com um beijo.

Ele foi descendo esse beijo pelo meu pescoço até chegar em meu peito,deu uma lambida bem gostosa em meu mâmilo e acabou chupando meu pau q a essa altura já estava duro feito pedra.ele abocanhou meu pau e fazia uns movimentos maravilhosos com a lingua q eu me contorcia todo. Por um grande espelho q tinha no banheiro eu via a cena,ele de joelhos no chão me chupando e percebi q ele tinha um escorpião bem grande tatooado nas costas e q costas ele tinha era bem larga e musculosa,costas de macho. Ele se levantou, e agora era minha vez de chupa-lo, chupei ele bem gostoso,chupei as bolas dele e ele dizia "chupa vai gostoso ,chupa o seu macho" e eu continuei chupando quando eu percebi q ele ia gozar eu parei.

Ele abriu a porta do box e entramos ele ligou o chuveiro e aquela água morna q batia no corpo dele respingava em mim.

Ele me puxou pelo braço direito e me deu um beijo,a água caia sob as nossas cabeças e isso deixava o beijo ainda mais gostoso,enquanto ele me beijava as suas mãos passeavam pelo meu corpo,meio q fazendo o reconhecimento do território.nossos paus batiam um no outro meio como um duélo de espadas,como estavamos sem camisinhas não rolou nada mais q beijos e oral.

Saimos do box ele me deu um abraço bem apertado por traz e colocou o seu queixo no meu ombro direito,ele olhou para o espelho e disse:

_Ta vendo aqueles ali?São dois caras loucos q curtiram um ao outro.

Eu meio q não entendi muito bem o q ele queria dizer com isso mas tambem não o questionei.

        Entramos no quarto e o luan já tinha apagado. como já era quase 5 da manhã nem adiantava mais dormi,então eu pedi a ele para me levar para casa e ele logo se dispôs.

Chegamos na porta da minha casa e agradeci a ele pela noite.ele sorriu.Quando eu estava descendo ele disse:

_vai me dar um beijo de despedida não?

Eu dei um selinho.Ele logo falou:

_Guarde os seus selos para as cartas,eu quero é um beijo.

E me beijou ,um beijo bem demorado.eu nem fechei os olhos pois estavamos na porta da minha casa e a qualquer momento alguem poderia aparecer e ver tudo aquilo.

chego em casa deito na cama e penso"q coisa mais louca em menos de uma semana transei com um cara pela primeira vez depois transei com mais dois e lá no fundo tô querendo mais disso tudo",peguei meu celular e liguei para marcos, demorou um pouco e ele atendeu com a voz de quem estava dormindo,perguntei se ele iria a acadêmia e ele falou q sim e perguntou se eu poderia ir busca-lo eu prontamente disse q sim.ai ele me deixou mudo ao dizer:

_Cara na boa to na sua.tudo o q vc quiser eu quero.

Isso fez meu coração encolher e se enconder em um canto escuro do meu peito.aquilo q ele falou ficou martelando na minha cabeça "tudo o q vc quiser eu quero"mas afinal o q eu quero?Nem eu sabia.

Eu tinha uma namorada a mais ou menos 6 meses e vi q na minha caixa de e-mail tinha um monte de recados dela dizendo para eu ligar para ela.Poxa agora estou todo perdido no meio dessa confusão sexual,de um lado minha namorada,do outro o marcos na minha frente o vitor atraz de mim o luan e eu no meio sem sabe o q fazer .

Eu comecei a achar q essa aventura estava ganhando propoções muito exageradas e em um curto espaço de tempo.

Por volta das 7 e meia da manhã sair para ir buscar o marcos,cheguei na casa dele e dei um toq no celular,ele logo apareceu na porta,com uma cara não muito agradável,ele entrou no carro me abraçou e perguntou se eu me importaria de faltar naquele dia a acadêmia,eu logo disse q não e perguntei para ond ele queria ir ele só perguntou se ele poderia dirigir.eu deixei.

Ele estava com um óculos escuros sem expressão nenhuma no rosto e de alguma forma isso estava me assustando.ele começa a pecorrer o litoral e já estava em um ponto q eu nem sabia mais ond eu estava,cerca de 40 minutos depois ele para em um lugar muito bonito,era uma práia q eu não conhecia até então (por questão de sigilo não direi o nome)ele saio do carro e sentou em um degrau da calçada,sentei ao lado dele e perguntei o q estava acontecendo ai ele começou a dezabafar.

Ele estava com problemas com o pai.Ele tinha um irmão por parte de pai q pelo o q ele falava fazia da vida dele um verdadeiro inferno.Dei um abraço nele e disse para ele ser forte q tudo aquilo passaria muito em breve.

Ele tirou o óculos e me olhou com aqueles olhos verdes bem no fundo dos meus olhos e não falou nada.

Andamos pela práia com os pés na beira da água, haviam algumas pessoas lá tambem, não muitas alguns turistas e uns boys surfando.

Autor: Junior
E-mail - back-to-you@hotmail.com
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.