Entramos no carro e logo ele me beijou,ficamos uns 10 minutos nos beijando.Logo após eu dei partida no carro e fui em direção a casa dele já estava bem tarde.Algum tempo depois chegamos ele me deu mais um beijo e desceu,eu fiquei esperando ele entrar,assim q ele entrou eu sair.

Fui o caminho todo pensando em toda aquela loucura.Mas uma coisa era certa eu tinha q resolver a minha situação com o marcos.

Cheguei em casa o meu primo ainda estava acordado vendo um filme q eu nem prestei muita atenção.Fui direto para o quarto deitei na cama e apaguei.

Acordei por volta das 7 da manhã (Como sempre estava muito mau humorado),logo tomei banho e fui tomar meu café sozinho na beira da piscina, e sempre me vinham na cabeças as lebranças da noite passada.

Eu sorria comigo mesmo feito um bobo.Assim q acabei de tomar café troquei de roupa e fui para a academia.Assim q cheguei fui logo falar com o marcos q estava com uma cara de quem não dormia a noites,eu logo falei:

_A balada deve ter sido boa ontem para vc tar com essa cara. Ele sorriu e me explicou q havia passado a anoite em claro resolvendo umas coisas do trabalho dele.Menos mau.Logo depois chega o pedro e o chama no canto e os dois ficam de papinho durante um bom tempo.

Eu estava estranhando tudo aquilo ,mas não queria tocar no assunto com ele.

Algum tempo depois ele voltou a malhar em uns aparelhos q estavam lá do outro lado da sala principal da academia.

Acabei de malhar e fui para o vestiário e nada do marcos entrar,eu não me importei,até q para minha felicidade ele entra e quando ele viu q não havia ninguem no vestiário ele me beijou e disse q tinha um presente para mim,então ele tirou do bolso uma caxinha e quando ele a abriu era um anél prateado com uma frase bem pequena mais legivel em negrito q dizia "TENHO TUDO O QUE PRECISO...VC".

Na hora minhas mãos tremeram e eu sentir um pouco de vergonha de ter feito tudo o q eu fiz.O beijei e logo coloquei o anél.

Após eu ter colocado o anél eu percebi q ele tinha um iguazinho, logo eu pensei "será q esse anél simboliza a concretização do nosso relacionamento?"E confirmando minha duvida ele logo diz:

_Cara na boa,vc ta ligado q eu gosto muito de vc.Cheguei aqui meio q disnorteado e vc me mostrou o caminho.Eu gostei de vc do primeiro oi a o ultimo tchau.se vc deixar eu posso ser tudo o q vc precisa.

Tentarei te fazer feliz,encontrarei minha felicidade em seus sorrisos.é estranho pensar que todo mundo procura um amor,e o meu é vc.Vc não precisa dizer que sim caso não queira,eu entenderei,só não quero te perder.

Ele falava isso olhando em meus olhos e saiam tão naturalmente como se ele estivesse falando qualquer coisa,mas não era.Eu não falei nada.

Chorei,mas não só de emoção,de vergonha. Por tudo o q eu tinha feito,eu tinha um homem q me amava e eu ainda procurava prazer em outros corpos.Nos beijamos mais um pouco e logo saimos do vestiário.

Enquanto eu e ele nos direcionavamos á porta eu sou chamado por um dos instrutores,peço para q ele me esperace enquanto eu iria ver o q era.

O instrutor me disse q não era necessário eu ir a noite,pois como era final de semana o movimento era fraco porq a galera iria toda para as baladas da cidade.Q bom tenho a noite livre.

Quando eu volto vejo o marcos no maior papo com o pedro,ele ainda teve a capacidade de me mandar esperar um pouco.eu estava bravo com aqueles papinhos então não falei nada simplesmente esperei.No fim do papo dos dois eu ouço vindo do pedro um "Então tá marcado".

Assim q o marcos terminou o "papinho"nos direcionamos até a porta.O chamei para ir comigo até o shopping comprar umas camisas para mim e ele aceitou.

Fomos no caminho conversando,rindo,trocando caricías e olhares,tudo estava perfeito.Assim q chegamos no shopping logo o chamo para uma loja q eu sei q vende umas roupas irádas,lá eu conheço todos os vendedores e logo eles vem com roupas no estilo q eu gosto.

O marcos de cara adorou uma das camisas eu a separei para ele e comprei mais três para mim.Saimos do shopping e voltamos para o carro,assim q entrou ele me beijou agradecendo a camisa q eu havia comprado para ele.Mais uma vez no caminho fomos rindo e cantarolando a música equalize da pitty. O deixei em uma rua proxima a casa dele.antes dele descer eu perguntei:

_Nos vemos a noite?

_Cara não vai dar.É q eu tenho um compromisso na empresa q é fóda.Vc sabe neh?Eles sempre empurram um monte de trabalho para os mais novos.

Tadinho!Falei a ele q não encanasse q teriamos muito tempo pela frente para estarmos juntos.Ele sorrio e desceu do carro.Fui para casa vendo aquele anél q reluzia quando a luz do sol batia nele,era lindo!

Cheguei em casa tirei o tênis e fui para internet passar o tempo até a hora do almoço.o meu primo estava ouvindo um cd maneiro de hip hop americano.Eu tambem curtia esse som.

Almocei e passei o resto da tarde no tédio.

Por volta das 18 horas o meu celular toca,quando olho era o vitor:

_E ai bonitão?O mateus acabou de me ligar e nos convidou para uma festinha na casa de um amigo dele q é gay,ele me garantio q só vai ter cara malhado e disse q lá todos curtem esses lances saca?

Eu dei uma desculpa dizendo q não queria ir pois estava meio sem clima para sexo e tal,mas ai ele falou q eu fosse só para o acompanhar ,ele me garantio q não ficaria com ninguem e não me deixaria só lá,ele só queria ver como era. Então eu confirmei.A festa era as 21 horas.

Liguei para pizzaria,pois não tinha nada pronto e como nem eu e nem meu primo sabemos cozinhar essa foi a escolha mais sábia.Não demorou muito e a pizza chegou.Comi a pizza e fiquei um bom tempo conversando com o meu primo (eu gostava dele era um cara inteligente e muito legal).

Quando olho para o relógio q ficava na parede já eram 20:30 eu corri para o banheiro.Tomei um banho bem rapido e logo o meu celular toca era o vitor perguntando q horas eu passaria na casa dele.Eu disse q em 20 minutos eu estaria lá.

Peguei uma das camisa q eu havia comprado uma preta com uns desenhos bem loucos em branco e fui para a casa do vitor.Cheguei lá ás 21:10.Dei um toq no celular dele e logo ele apareceu.com uma camisa branca bem estilosa uma calça jeans q realçavam aquelas coxas maravilhosas e um sapato elegante mas em um estilo bem esportivo,um esporte fino.

Logo ele reclamou do atraso e disse q teriamos q passar na casa do mateus para ele nos guiar até o local da festa.No caminho até a casa do mateus eu fazia o possivel para não olhar para a mala dele,mas eu não resistia.

Sempre q ele vinha me beijar eu me esquivava.eu disse a ele q depois eu explicaria o porq daquela minha atitude.ele entendeu. Chegamos na casa do mateus uns 20 minutos depois.ele já estava na portaria do prédio esperando.

Ele entrou no carro com aquela cara safada dele dizendo:

_Olha os bonitões.

Eu e o vitor demos pequenos sorrinos.Ele foi me guiando rumo a festa q erá longe pakas,e sempre dava um jeitinho de dar uma cantada ou em mim ou no vitor.

Chegamos na festa por volta das 22 horas.pela quantidade de carros parados na porta,a festa estava bombando eu logo fiquei nervoso.Parei o carro em uma vaga alí proximo e fomos até a porta.Na frente da casa tinha um portão bem grande todo preto de madeira.

O mateus apertou o interfone por varias vezes e ninguem atendia,até q finalmente depois de tantas tentativas alguem atendeu e nem perguntou quem era logo briu o portão q era automático.

Assim q entro na casa logo vejo um monte de musculos.Nossa quanto homem gostoso!Tinha para todos os gostos,altos,baixos,brancos negros,loiros.Parecia q eu estava perdido em uma festa dentro de uma academia grega.

O dono da festa logo veio nos cumprimentar(Era um cara bonito,bem forte,branco de olhos bem azuis, e estava escrito na testa q ele era passiva.Ele tinha um jeito de falar de drag queem,me lembrava o léo áquila.).

Logo ele pediu para trazerem umas bebidas para gente e deu uma cantada em mim q eu fiquei totalmente sem graça.

Entramos na parte interior da casa q estava cheia de homens.A musica estava bem alta,parecia música de boate gay.Entre a música ouvia-se quele atulmutuados de vozes grossas.Estava tudo demais.

Sentei em um sofá com o vitor e parecia q todos alí na sala olhavam para gente.

Um bando de homens olhando para gente com olhares super ambiciosos.Eu percebia na cara do vitor q ele estava adororando todo aquele povo nos desejando.Tinha um cara loiro bem bonito q não parava de olhar para mim,e quando eu retribuia o olhar ele sempre dava um pequeno sorriso,mas ai eu olhava para a minha mão direita e via aquele anél reluzindo aquela frase.

Por mais q o meu pau alí dentro da minha calça dicesse q sim,minha conciência dizia q não.

Falei ao mateus q estava afim de ir ao banheiro,nos levantamos e o vitor nos acompanhou.Andamos por um pequeno corredor e na 2 porta a esquerda ele abre,enquanto ele abriu o cara loiro da sala passa por trás de mim e passeia a mão por minha cintura,eu olhei mas não dei importancia,o mateus abriu a porta mas logo fecha.

Eu perguntei o q havia acontecido então ele falou:

_Cara ta rolando a maior sacanagem dentro do banheiro,deve ter uns 10 caras na putaria. O vitor logo disse:

_Larga de ser mané e abre a porta q eu quero ver.

Lá no fundo eu tambem estava curioso.Então o vitor abre a porta e eu e ele entramos Tinha uns 8 caras na maior pegação.Tinha um q estava de costas para mim com as duas mão na parede totalmente pelado sendo chupado por dois caras ao mesmo tempo,sendo beijado por um e outro dando o maior chupão no cú dele.

Meu pau logo subio eu nunca tinha visto uma suruba.Quando eu olho para o meu lado direito vejo o Pedro da academia comendo um cara,logo ele percebe q era eu e na maior cara de pau ele diz:

_Cara tira a roupa e curta essa bagunça.Nessa mesma hora o cara q estava sendo chupado por dois olha para trás quando eu olho... o meu mundo veio ao chão.

Era o marcos.Eu não falei nada simplesmente sair do banheiro tentando avitar a fulga das lagrimas.Passei pelo corredor me esbarrando pelos caras q estava lá,enquanto eu andava tirava aquele anél nojento do meu dedo.

Já do lado de fora da casa alguem pega no meu ombro e quando eu viro era o marcos com a camisa q eu havia dado a ele toda desabutuada com o ziper da calça aberto deixando a mostra uma cueca branca eu falei:

_Era esse o trabalho pesado q vc tinha para fazer a noite?Não sabia que vc tinha vocação para garoto de programa.

Ele me pedio desculpas,pedio perdão,suplicou,eu estava com tanta raiva q joguei o anél com tanta força q ao bater na testa dele causou um pequeno corte.

Eu tentava andar e ele me puxava pelo braço e todos na festa vendo aquela cena.Logo o vitor me perguntou o q estava havendo.O marcos mandou ele ficar de fora q não era da conta dele.O vitor madou ele largar o meu braço e ai o marcos fez burrada ao dizer:

_E se eu não lagar?

O vitor respondeu com um soco q me deu até pena.Logo o dono da festa veio separar aquela confusão. Ele abriu a porta da frente e eu sair tão louco de raiva q nem sabia onde eu tinha estacionado o carro.

O vitor pegou a chave da minha mão e me levou até o carro.Entramos sentamos e eu chorei. Expliquei para ele a situação.Ele me abraçou e disse :

_Cara ligue não escolhas erradas todos nós fazemos,mas o bom é quando ainda dar tempo de corriji-las.

Ele estava certo.Pedi para ele me levar para, rapidamente ligou o carro e saimos dalí.Eu me recusava a acreditar q aquilo havia acontecido mesmo.O cara havia se declarado naquele mesmo dia.

Por mais q eu tivesse o traído tambem eu não tinha nada sério com ele,só q quando ele me deu o anél alí sim ,estavamos selando um compromisso q acabara de se romper.

Autor: Junior
E-mail - back-to-you@hotmail.com
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.