Inicialmente, me apresentarei, me chamo Pedro, tenho 27 anos, moreno claro 1, 85 m, 80 kg, boca bonita e cabelos lisos, corpo malhado, pois vou a academia. Me classificam como bonito, moro numa cidade do interior de Pernambuco e sou professor de Matematica.

Essa historia que vou relatar a vcs é real e aconteceu o ano passado.

Em mais um inicio de ano letivo fui trabalhar normalmente em uma escola estadual no horário noturno, quando cheguei numa turma de 3º ano do ensino médio me deparei com um jovem muito bonito, branco, um pouco mais alto do que eu, aproximadamente 1,90m cabelos muito lisos pretos, corpo branco e sarado, pois pratica natação, futebol e adorava malhar, se me chamam de bonito ele classificam como lindo, seu nome César.

Comecei minha aula normalmente, contudo não conseguia me concentrar com a presença daquele aluno lindo me olhando.

Terminei normalmente minha aula e fui para casa, mas no caminho a imagem daquele lindo estudante não saia da minha cabeça. Tentei fixar em minha mente, ele é meu aluno e não posso perder minha reputação e emprego por causa de uma investida mau sucedida.

Nas aulas seguintes tentei me aproximar, ate que um dia quando ia para escola com meu carro encontrei com ele caminhado para aula, logo parei o carro e ofereci uma carona, ele aceitou, assim iniciou-se nossa amizade, mas não poderia esquecer que ele era meu aluno e que podia perder meu emprego por assedio..

No caminho para Colégio, perguntei sobre sua vida pessoal e olhei o volume da sua calça e pude perceber que tinha um pénis grande pois o volume de sua calça era bem notável.

Conversa vai conversa vem, perguntei o que fazia nos fins de semana, ele afirmou que gostava de sair( dá uma voltas), mas que ainda não tinha muitos amigos, pois tinha mudado a pouco tempo.

Ele também perguntou o que eu fazia nos meus, falei que gosto de ir para barzinhos, logo falou que queria ir qualquer dia para um barzinho comigo, assim aproveitei a oportunidade e o chamei para ir a uma festa (festival de inverso de uma cidade pernambucana) logo aceitou, perguntei se a mãe dele deixaria e respondeu q tava morando com a Vó e que tinha 19 anos e que diria a ela que ia visitar uma tia, irmã de seu pai, em outra cidade, logo ele poderia ir de certa formaœescondido. Fiquei com medo, mas a tesão era maior.

Na festa bebemos e aproveitamos o show de Bruno e Marrone e depois Alcione, muito romântico, ele como sempre chamou a atenção de grande parte das mulheres, mas no fim não ficou com ninguém..

Quando voltamos para o hotel, por voltadas 4 e meia da manha, já um pouco bébado, fomos falando de relacionamento.

Ele perguntou se eu não estava namorando ninguém, respondi que infelizmente quebrei a cara com meus últimos relacionamentos. Ficou um tempo calado e depois falou:

-Vc apenas não encontrou a pessoa certa ainda. E respondi:

-Pode ser, e assim chegamos no hotel e fomos trocar de roupas.

Antes de deitar fui tomar banho e não fechei a porta de chave, pois pensei que não tinha a necessidade, contudo para minha surpresa ele entrou no banheiro também, já sem roupa, fiquei muito nervoso quando o vi, pois sou um pouco tímido, ele percebeu e disse:

-Sei que vc gosta de homem, notei desde sua primeira aula e vi como olhava para mim, e entrou no chuveiro comigo.

Pude v realmente o tamanho do sou pénis, grande, bonito, branco, reto e com a cabeça bem vermelhinha. Pude também observar seu maravilhoso corpo desnudo e como ele era realmente bonito.

Ele se aproximou e comecei a beija-lo e chupa-lo debaixo do chuveiro, posteriormente fomos para cama onde continuei beijando todo o seu corpo e chupado o seu maravilhoso pénis, ele acariciava meus cabelos e gemia de prazer.

Posteriormente ele pediu para eu ficar de quatro e meteu sua vara no meu cuzinho, confesso que doeu um pouco pois fazia um certo tempo que não dava meu cuzinho a ninguém , ele gemia e socava aquela picona no meu rabinho, depois pediu para que eu ficasse na posição de frango assado, logo obedeci e novamente ele começou a bombar o meu cu e beijar minha boca e acariciar o meu corpo, ficamos um bom tempo trepando e sentindo o prazer daquele momento inesquecível, pois como ele tava um pouco bébado demorou a gozar e eu estava adorando ter um jovem de um metro e noventa muito bonito e com uma bela vara dentro de mim (cerca de 21 cm) , era tudo que mais queria.

Por fim ele gozou no meu cu e fomos tomar banho. Ao fim do banho dormimos abraçadinhos e no outro dia pela manha repetimos a dose com muita voracidade.

Até hoje ainda estou com ele, apesar de não ser mais meu aluno, agora meu namorado, todo fim de semana ele faz amor comigo e me chama de minhaœ"féssora" e eu de meu aluno levado.

KKKKKKKKKKK!!!!

Autor: Pedro
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo internauta.