Tenho 52 anos,1,73 de altura, boa aparência, casado com mulher, não sou afeminado, mas gosto de sexo com macho.

Vou contar uma experiencia que tive com um amigo, que seu apelido é Nego. Ele tem um belo Apto na Baixada Santista, onde ele passa momentos especiais com mulheres. Sou adepto do menage masculino e minha esposa foi até seu Apto e foi comida de varias formas por Nego. Ela me disse que seu pau era enorme e gozou muito naquela vara.

Quando Nego me convidou para um fim de semana para mostrar a filmagem de minha esposa dando para ele, aceitei de imediato, porém iria sozinho, o que para meu espanto, foi aceito com sorriso maroto.

Ele me recebeu vestido apenas com uma cueca justa, alegando calor, o que pude observar o tamanho avantajado de seu pau. Fiquei a vontade também de cueca, e começamos um tetro de insinuações e tesão. Fui até o parapeito da varanda, ele veio por trás e encaixou seu pau no meio de minha bunda. Não resisti, deixei e quando coloquei a mão, senti sua cueca úmida,seu pau estava babando.

Fomos para a sala, me apoiei no sofá em pé, ficamos nus, foi quando olhei em um enorme espelho, seu pau era realmente grande (23 cm) e estava duro como pedra. Sentei no sofá, ele aproximou-se e encostou em minha boca. Comecei beijando a ponta bem devagar, lambendo a ponta que teimava em babar. Fui abrindo a boca e comecei a chupar seu pau, que não cabia direito, até que ele quase gozou, saindo uma pequena quantidade de porra, que ao tentar limpar com a linguá, recebi vários jatos de porra na boca, não conseguindo engolir tudo, era muita.

Após algum tempo e muita risada, lá estava ele duro de novo, e com um gel na mão, começou a lubrificar seu mastro, sentado no sofá. Subi em seu colo de frente, e fui sentando bem devagar para acostumar meu rabo. Foi difícil, mas ele me penetrou com carinho e quando percebi, estava subindo e descendo em seu pau.

Ele então pediu para eu ficar na posição de frango assado. Confesso que quando ele me penetrou nessa posição, me senti uma femea. Ele então começou um vai e vem maravilhoso e a imagem daquele macho olhando seu pau entrando no meu rabo me deixou de pau duro.

De repente Nego começou a socar com força e disse que iria encher meu rabo de porra. Fiquei em estasie. Senti o exato momento que ele começou a ejacular, foram várias golfadas, que começaram a escorrer do rabo, o tesão era tanto que pela primeira vez tive uma experiencia maravilhosa: gozei dando o rabo sem ao menos tocar em meu pau, era apenas tesão em pertencer aquele pau maravilhoso. Nego foi tirando seu pau e meu cu começou a esguichar porra.

Repetimos a noite, sai dolorido e com uma sensação deliciosa de rabo arrombado.

Autor: Jonas
E-mail - martinsjs2011@bol.com.br
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo Internauta.