Eu tinha 13 anos qdo td começou e meu primo 15, hoje tenho 23, ele já tinha o pênis formado, já tinha se desenvolvido, o meu ainda era de 1 garoto de 13 anos.

Mas deixa eu descrever o meu primo e eu:

Eu: cabelos loiros e compridos, cacheados, 1.75 cm, olhos cinzas, eram azuis, mas foram mudando de côr, até ficarem cinzas, mas de vez em qdo, ainda ficam azuis. meu peso era de aproximadamente uns 65 kg.

Meu primo: tbm de cabelos loiros compridos e lisos, 1.85 cm, olhos azuis e uns 80 kg, lindo e c o corpão bem definido, c td no seu lugar, 1 delicia.

Meu primo e eu, sempre tinhamos a manía de brincar de brigar e sempre q brincavamos de luta, como ele era + forte q eu, ele sempre ganhava de mim, toda vez, ele me pegava em alguma chave e ficava por trás de mim e c isso, eu sentia algo estranho na minha bunda, algo volumoso e axava bom d+, ma nunk falava nd sobre akilo e nem ele tão pouco, mas em todas as nossas brincadeiras, era a msm coisa.

No dia do meu niver de 13 anos, meus pais sairam p comprar as coisas p a minha festa, tava o mó calor nesse dia, como se isso importasse, tanto ele, qto eu, estavamos sempre dentro da piscina, amamos natação, ñ por esporte, mas por satisfação msm, fomos p a piscina e nadamos muito até ficarmos cansados e resolvemos sair e assim foi feito e logo em seguida, fomos p o meu 4º p tomarmos 1 banho, p tirar o cloro da água, q estava em nossos corpos, da piscina até o meu 4º, fomos brincando de brigar e xegando lá, paramos e começamos a tirar as nossas sungas e fomos p o banheiro e continuamos a nossa briguinha, já dentro do box, abri o registro do xuveiro e entrei e ele me puxou e falou q ele ia tomar banho antes de mim e eu falei q ñ, q como eu era o aniversáriante, eu tinha q tomar banho 1º e começamos a brincar de brigar novamente e foi aí, q td começou.

Como era normal, ele me venceu c alguma xave e ficou por trás de mim e pude, pela 1ª vêz, sentir ele c seu pinto duro fora da roupa, na minha bunda, tbm fora de alguma roupa, fou indescritível, me arrepiei por completo e fikei mudinho, ñ consegui falar + nd e nem ele falou tbm, axu q ele sentiu o msm q eu, ñ sei. só sei q ficamos ali, parados e sem falar nd, por alguns minutos, só nos deliciando c akilo q aconteceu, mas de repente, senti q ele estava se afastando e quebrei o silêncio, passei minhas mãos p trás dele, em 1 abraço ao contrário, já q ele estava atrás de mim. o segurando e forçando ele contra mim, pedi para q ele ñ saisse dali, q continuasse ali e ele me atendendo, retornou já me abraçando, ñ era + como 1 xave de alguma briga, foi diferente, aí senti algo em meu pescoço, era 1 beijo, foi gostoso d+ akele beijo e lhe pefdi q fizesse de novo e qdo ele me deu outro beijo e dessa vêz, em minha nuca, ñ resistindo, tirei 1 de minhoas mãos de suas costas, mas continuando a precionar o corpo dele contra o meu, nakele abraço ao contrário e levei minha mão em direção do membro dele, keria sentir ele duro c a minha mão tbm e peguei nakilo, tava tão duro e c a cabeça toda melada e por tanto, minha bubda tbm estava, axei diferente pegar o pau dele, o meu ñ era tão gostoso de pegar ( era gde, uns 18 cm, meio grosso, redondo e levemente torto p a eskerda, mas bem levemente msm, era lindo d+ ) no instante q peguei no pinto dele, ele tbm levou a mão dele, na minha mão q estava pegando no pau dele e foi me fazendo levar a rola dele, até o meu rego e fik passando ela nele todo, mas qdo xegou em meu cuzinho, q estava piscando de vontade de sentir akele mastro nele, eu perguntei a ele se ele podia me dar outro presente de niver, já q eu sabia q ele já havia comprado 1 p mim e ele me respondeu q sim, q ele nunk tinha me negado nunk nd a vida, ñ seria no dia do meu niver de 13 anos, q ele ia começar a dizer ñ, ai lhe pedi q me comesse e ele deu 1 sorriso lindo e safado p mim e falou q era o q ele + keria na vida dele e q akele pedido, ñ era presente p mim, mas p ele, pq ele q iria ganhar o q ele + keria no mundo. e nesse momento ele encostou a pontinha da cabeçorra no meu cuzinho ainda virgem e começou a empurrar e meperguntou se tava gostoo, ou tava doendo e eu disse q estava doendo muito, aí ele pegou 1 pote de creme e já começar a passar o creme no pau dele e eu pedi p q ele me deixasse passar e ele concordou, untei bastante a pik dele e meu cuziho c akele creme e novamente, péguei no membro dele e encostei no meu orifício e pedi p q ele me penetrasse e ele c muito cuidado, começou a empurrar akele cacete p dentro de minha bunda, foi entrando gostoso, msm ainda doendo, estava 1 delicia e depois de 1 certo tempo, parou de doer e foi a melhor coisa do mundo, experimentar akela rola dentro do meu cuzinho, foi delirante, ele e eu, gemiamos de prazer e tezão, depois q eu já tinha me acostumado c a espessura de seu membro, ele me pediu p enfiar td e de depois de 1 só vêz e eu deixei clarop, me pareceu q seria muito + gostoso e assim ele fez, msa como doeu, eu vi estrelas em plena tarde ensolarada, mas msm assim, depois q parou de doer, foi explêndido e ele ficou no vai e vem bem lentinho, tirando e colocando td de novo e depois foi aumentando a velocidade da penetração, aí ficou bom d+, comecei a me arrepiar todo, parecia q eu ia gozar, mas eu nem estava me masturbando, ms eu sentia o calafrio invadir o meu corpo por inteiro e a medida q ele enfiava td e tirava td c + velocidade, + eu me arrepiava e gemia e pedia p ele ñ parar e q enfiasse td, q eu nunk tinha sentido nd tão gostoso na minha vida e ele sorria p mim e falava q tinha certeza q eu era viadinho e q keria dar p ele, ma ele nunk tinha falado nd cmg, pq eu tbm nunk falava nd, sobre as encoxadas, q ele me dava e eu falava q tinha medo q se eu desse p ele antes, q ele ñ ia + kerer falar cmg, pq eu era viado ele me falou q ñ tem nd a ver, q ele sabia q eu era viadinho sim, mas q sou viadinho dele, só dele e akilo me excitava + ainda e eu ñ sabia o pq, ñ entendia nd dakilo q estava acontecendo, só sabia q eu sempre kis akilo, sempre kis dar p ele e só ñ dava, por medo msm, estava bom d+ akela meteção dele em mim, fui nas nuvens e voltei milhares de vezes, nakele box até ele se explodir dentro de mim, eu sinti algo jorrando dentro do meu cuzinho e percebi logo q, era a porra dele dentro de mim e começando a vazar, ele me falou assim: Poxa viadinho, nunk gozei tanto e tão gostoso, em toda a minha vida, vc é delicioso d+ viadinho. ( hehehe!!! qdo estamos sózinhos, ele só me xama de viadinho, des desse dia, mas ñ p me ofender, mas de 1 forma, muto carinhosa )

Saimos rápido do banheiro p o 4º, já q o banheiro q estou falando, fik no meu 4º, fomos rápidos msm, mas meus pais xegaram e nem deu p a gente continuar, como estavamos pensando em fazer, nakele dia, ñ tocamos + no assunto, mas ñ tiravamos os olhos 1 do outro e sempre q nos olhavamos, riamos 1 p o outro de felicidade e de cumplicidade, todos desconfiarm q tinha algo ali por trás dakeles sorrisos, perguntavam mas sempre respondiamos a msmj coisa, ñ tem nd, ué hehehe mas no outro dia e nos outros dias tbm e sempre q podiamos, a gente transava e hj já somos maiores de idade, ele se casou, eu tbm casados, mas nunk paramos de transar e ele até hj, qdo estamos sózinhos, me me xama de viadinho, é bommmmmm d++++++++++

Espero q tenham gostado, da minha estórinha, galera.

Valeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu.

Autor: Marcel
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
Conto enviado pelo Internauta.