Quando adolescente tinha um amigo chamado José Mário, éramos muito próximos e começávamos a descobrir nossa sexualidade e como todo muleque curioso acabamos fazendo muitos troca troca, ele era mais baixo que eu e tinha umas coxas grossas e uma bundinha bem gostosinha onde depositei minhas primeiras gozadas com porra e seu pau era maior que o meu e tambem bem gostoso recebe-lo em minha bundinha.

Quis o destino que meu pai comprasse uma casa para nós no ABC o que nos separou e nunca mais tive oportunidade de encontra-lo, mas com o advento do orkut consegui encontrar seu perfil e tentar um contato que foi bem sucedido, começamos a conversar com frequencia até marcarmos um encontro num bar para um chopp, tinha se tornado um belo homem, conversamos e rimos muito até que o papo enveredou para o sexo e lembramos de nossas seções de sacanagem e é óbvio que nos excitamos e de comum acordo fomos para um hotel.

Chegando ao quarto pedi bebida para ambos e tomei meu banho, em seguida foi sua vez, nos sentamos no sofá lado a lado vestidos de roupão e bebiamos até que ele pôs a mão em minha perna e subiu até pegar em meu pau que estava em riste ele se abaixou e o abocanhou me presenteando com uma deliciosa chupeta com direito a seu dedo indicador penetrando meu cuzinho, estava delirando de tanto tesão até que ele enfiou o segundo dedo aumentando ainda mais meu prazer.

Procurei seu pau dentro de seu roupão até que tive a grata surpresa de achar um pau imenso e grosso, deslizei minha mão do seu saco até a cabeça daquele mastro duro e pulsante devia ter o tamanho de uma garrafa de coca-cola e a grossura de um tubo de desodorante, nesse momento ele introduziu o terceiro dedo em meu rabo me fazendo sentir dor mas ainda assim gostosa, entendi que ele estava laceando meu cuzinho para receber aquela pica e para ajudar fiquei de quatro no sofá e abri e empinei minha bunda o maximo que pude, ele se postou atras de mim e pôs deu pau em minha boca para molhar com minha saliva para facilitar a penetração, chupei com tesão e enfiava em minha boca o maximo que conseguia deixando seu pau molhado com minha saliva.

Ele tirou seu pau de minha boca e apontou na entrada de minha bunda e empurrou devagar, a cabeça entrou rasgando meu cú estourando toda suas pregas, ele ficou parado esperando a dor diminuir, apesar disso o tesão era enorme e iniciei um rebolado e comecei a ir para frente e para traz, isso fez a dor diminuir e facilitou a penetração, após algum tempo já sentia seu saco bater em minha bunda, eu estava sendo deliciosamente enrrabado por um mastro que pulsava dentro de minha bunda e entrava e saia deliciosamente dentro de meu cuzinho.

Até que ele anunciou seu gozo e antes que ele enchesse meu rabo com seu leite pedi que gozasse em minha boca, ele tirou deu pau de dentro de mim e eu me deitei no sofá, ele ficou punhetando seu pau acima de meu rosto e gozou dentro de minha boca, foram jatos e jatos de porra quente que sorvi até a ultima gota, como já estava deitado ele se ajoelhou ao meu lado e voltou a chupar meu pau deliciosamente até que retribui seu gozo enchendo sua boca com meu semem, gozei gostoso.

Nos encontramos sempre com deliciosas seções de sacanagem, comi sua bundinha diversas vezes e continua deliciosa como na época de nossos troca troca.

Autor: Ikedama
E-mail - Não Divulgado
MSN - Não Divulgado
Fonte - Internauta
Conto Retirado da Internet.