Voltava eu já quase amanhecendo quando ao passar pelo terminal de ônibus ouvi um grito e logo parei alguns metros a frente e ao olhar pelo retrovisor vi que um garoto tipo surfista vir correndo em minha direção, não o reconheci mais aguardei chegar e ele já veio abrindo a porta do carona me pedindo uma carona...

Ao perguntar para onde ele estava indo veio a primeira das surpresas para onde vc quiser e ja foi sentando e colocando o sinto, me assustei, pois nunca o tinha visto e sua atitude era de quem queria ir, sai e começamos a dialogar e entre perguntar sobre a noitada me disse que tinha sido boa pois deu uns bjs mais que não tinha comido ninguém e que tava muito afin de ver o sol nascer numa praia e ao me dirigir a uma das desertas ele pediu para dar uma cochilada e arriando o encosto do banco já apagou a ponto de eu chegar la ele não acordou o que me deu a chance de ver o que estava me ali um verdadeiro surfista que comecei a tocar e sem reação, aquilo foi me deixando cada vez mais louco de tesao alisei e fui abrindo sua calça e ele nem alterava respiração desci do carro e fui para o lado do carona e sentei na porta puxando sua calça deixando ele so de cueca com a calça arriada na canela se contorceu murmurando que estava muito doido e que ia dormir um pouco parecia não ter sentido que estava rolando...

Eu como não queria me aproveitar voltei e sai andando com o carro já pensando em ir para um motel que ficava uns vinte km de onde estávamos e ao entrar na garagem fechei a porta e vi que ele ainda com as calças arriadas se levantou e perguntou onde estávamos fui logo dissendo que ele tinha me deixado sem saída pois não sabia onde ia lhe deixar mais que depois de descançar um pouco eu o deixaria onde ele quisesse...

Entramos e ele me disse que nunca tinha entrado em um motel e se deslumbrou e foi se jogando na cama enquanto eu fui tomar uma ducha quando voltei estava ele de cueca de pau duro assistindo pornô e me pedindo para assistir que era bom comentando as cenas mais sem tomar iniciativa e dizendo que tava tao cansado que não tinha nem forças para tocar uma punheta ao me ver alisando meu pau perguntou se eu não queria tocar uma nele e já se desculpando se dormisse durante eu disse que tudo bem podia relaxar e que ficasse tranquilo pois eu não iria abusar...

Pronto foi assim com muita levesa que fui alisando o pau dele e lentamente lambendo e chupando com ele acordando de vez enquando e me dizendo para não parar que ele estava adorando e que eu não me preocupasse que quando ele acordasse iria me recompensar e assim foi acabei me virando e ao adormecer acordei com ele abraçado me encoxando e ao ver que eu tinha acordado sussurrou na minha nuca para relaxar que ele agora estava pronto para me retribuir e me fudeu durante horas foi uma manha maravilhosa.

Depois disso nos encontramos mais algumas vezes e hoje em dia fico na expectativa de encontrar novamente.



Autor: Vinny
E-mail - Não Divulgado
SKYPE - Não Divulgado
FONTE - Conto Retirado da Internet.