Ao chega em Búzios já por volta da meia noite parei em um posto de gasolina e fiquei na espera de quem me informar...

Quando estava saindo do carro para comprar umas latas de cerveja vejo um garoto se dirigindo tbm ao balcão so que ele foi logo perguntando a onde era o banheiro e não me contive e cheguei junto tbm perguntando e ao ouvir que era nos fundos fui junto com ele e ao abrir a porta era bem espaçoso entramos juntos eu já lhe perguntando como chegar na boite que ficava um pouco longe para ir a pe e ele foi me explicanto gentilmente e ficamos lado a lado mijando e ele explicando so que não me contive e não tirei o olho da quele pau espetacular e reparar que estava quase babando ele me perguntou se eu não deixava ele em casa depois de ir ate la já que eu já tinha dito que queria mesmo era saber como chegar ate la pois eu iria mesmo era no dia seguinte...

Ao sair do banheiro me surpriendi ao ver ele se dirigindo a uma galera dizendo que tinha arranjado uma carona ate em casa e que iria aproveitar pois queria acordar cedo para surfar enquanto isso comprei 3 latas e ao nos aproximar começamos a ficar encurralados pelo transito em direção e resolvevomos voltar no caminho que era em direção a Cabo Frio onde eu iria, perguntei onde ele iria surfar foi quando ele disse se eu não tava afin de ir ate la, ele passaria em casa para pegar a prancha e que ele queria ir ao sol nascer que era uma maravilha, nem pensei e como estava bem próximo ele disse que era para dobrar a esquerda que ele so iria rápido emquanto eu manobrasse ate achei que era kaô e deixei na porta de casa e ele voltou com um moleton e a prancha junto com uma mochila entrou bem animado e me falou que tinha pego uma bermuda no varal para eu não ficar de calça e assim fomos.

Chegamos na praia bem afastada e sem moradia em boa parte e ele me conduziu por uma trilha que levava a um cantinho totalmente escondido, ao parar o carro cheguei a dar um grito de satisfassao junto com ele pois a noite estrelada estava show. Como era verão já fomos tirando acamisa e fomos ate a beirinha e vimos que agua estava quentinha e ao levar as mãos e jogar agua para o alto vimos o grande momento da aguas estreladas formado pelo sal ficamos doido com aquilo e ele tirou o moleton e ao levar para o carro me gritou e disse para colocar a bermuda que tinha uma toalha para se secar.

Ao tirar minha calça ele disse e melhor entrar agora pelados pois depois iria demorar a secar ate o sol nascer aquilo foi tudo que eu queria, por sorte com as portas do carro abertas deu para ver o que eu estava prestes a me deliciar e fomos rindo muito ate entrar na agua e nos divertir logo passado aquele desrute inicial fui ate mais proximo dele agradecendo pelos momentos que estávamos passando estiquei a mao para comprimentar e ele puxou dissendo se ele não merecia um abraço, quase tive um treco lhe dando um forte abraço que ele não largou como seria normal e ao mesmo tempo começamos a ficar de paus duro ele me olhou e disse que eu era um cara manero me dando um banda e caindo junto deu uma rolada deitados e logo veio uma onda que nos rolou de volta e ele propositalmente parou emcima do meio peito e se aproximou para me beijar lentamente e eu sussurrando tentei sair dissendo que e se chegar alguém, foi quando ele beijou minha nuca que a hora era essa pois ao amanhecer iria ficar cheio de gente relaxa e vamos curtir ao máximo ai foi a noite mais linda que coisa gostosa.

Mais eu volto com a parte 2 valeu Taiago.



Autor: Vinny
E-mail - Não Divulgado
SKYPE - Não Divulgado
FONTE - Conto Retirado da Internet.