Eu estava com 16 anos, hoje tenho 52 anos, mas ja era bem safadinho, ja tinha dado e comido alguns moleques mas juninho era minha paixão, novinho bundudo e inocente, era vizinho de sitio sempre ele estava em minha casa onde eu ia ele me sequia, sempre eu ia mijar eu mostrava meu pau para ele, seus olhos ficavam esbugalhados ao ver eu deixava rolar nunca dizia nada, sempre ia mijar ele encostava perto de mim pra ver, um dia disse a ele se ele queria pegar, ele respondeu sim, acabei de mijar e pedi ele colocou a mão e começou a massagear negocio ficou duro como ferro, ele dizia era grande, não demorou esporrei em sua mão, ele encantado dizia nossa sai leite fomos para casa e pensei qualquer dia vou comer este moleque, dia sequinte ele apareceu em casa, chamei ele ir ao pomar, fomos bem la no fundo,debaixo de uma mangueira, sentei chão tirei para fora pedi que pegasse ele veio e alizava pau com carinho, depois e pedi que mamasse, ele ficou meio que não mas logo iniciou umas lambidas, dai pedi colocasse na boca e mamasse, ele o fez e perguntava se estava bom, eu dizia perfeito voce muito bom, logo eu disse vai sair leite voce toma ele abanou cabeça que sim não demorou dei leite para ele mas em sequida disse era ruim, eu disse logo voce acostuma...ficou me mamando varios dias e tomando leite...

Com tempo passando e juninho viciado em mamar não podia me ver que chamava para pomar, ele se deliciava mamando teve um dia disse queria ver seu cuzinho, ele logo foi descendo seu calção e mostrando, pedi abrir a bunda gorda dele, parecia surreal aquele cuzinho fechadinho cheio de pregas, tentei enfiar dedo mas não entrou,ele pediu que metesse em seu cuzinho perguntei se era verdade ele confirmou, eu ja ia pedir para comer mas ele se adiantou, disse a ele vou em casa pegar creme e vamos para bem longe onde ninguem nos ve, assim voltei rumamos para fim pomar passamos a cerca e ganhamos a mata, chegando la pedi que ficasse pelado, ele obedeceu eu tambem me despi, ele continuou mamando em sequida coloquei ele meu colo e beijei ele freneticamente, ele ajeitou meu pau entre suas coxas e perguntava se eu ia comer ele, disse calama vamos namorar primeiro, deixei ele bem a vontade e pedi que deitasse bunda para cima, passei creme seu cuzinho meu pau ja estava babado, ele abriu a bunda como era igenuo achando ia ser facil, ele abriu e ajeitou pau na entrada quando forcei ele gritou doi doi tira eu calma fique quieto, ele ta doendo não quero mais, eu disse tenha calma voce não é meu menino disse sim então a dor depois passa, e fui enterrando e pau entrando ele estrebuchando de dor hora chorava hora reclamava e pedia ir devagar acho estava passando a dor, dei parada e uns beijos na nuca ele ficou arrepiado e começou mexer a bunda senti estava querendo,continuei metendo colocava e tirava, socava dentro ele gemendo ai ui doi, logo não aquentei e gozei dentro,tirei pau tinha vestigios de sangue, ele como é ruim fazer isso eu disse depois voce acostuma....

Proximos dias ele só mamava eu queria meter, chamei ele para mato disse ia meter seu cuzinho ele disse ia doer eu falei ponho devagar ele então vamu chegamos la ele mamou bastante, depois virei ele passei creme, ajeitei entrada, e forcei a cabeça passou ele gemeu disse ai devagar, fui colocando devagar, ele aguentando enterrei tudo ele gemeu ai, ai devagar eu fudedendo o coitado, disse ia dar leite ele apertou meu pau, só foi porra dentro...tres vezes por semana eu arrastava ele na mata, agora estava mais facil ele gemia e dizia estava bom, as vezes pedia meter mais rapido, alternava posições de quaro de frango assado, e uma vez pedi sentasse mas ele dizia doia muito....e sentia falta leite em sua boca, passei a dar leite e depois meter seu cuzinho...



Autor: JUNIOR
E-mail - Não Divulgado
SKYPE - Não Divulgado
FONTE - Conto Enviado pelo Internauta.